Novalis

É o pseudônimo do Barão Georg Philipp von Hardenberg (1772-1801). O livro de sua autoria publicado pela Rafael Copetti Editor (com tradução de Maria Aparecida Barbosa, prefácio de Claudio Willer e ilustrações de Rodrigo de Haro), A Flor Azul, é a tradução do conto “Fabel und Eros” (Fábula e Eros), narrado no capítulo 9 de Heinrich von Ofterdingen. Esse romance, escrito do decorrer de 1800, ficou inacabado com sua morte, ocorrida em 1801. Friedrich Schlegel o publicou postumamente em 1802. Em vida, Novalis publicou a sequência de fragmentos poético-filosóficos Blüthenstaub (Florescências de pólen) e Glauben und Liebe oder Der König und die Königin (Fé e amor ou O rei e a rainha), a composição em prosa Hymnen an die Nacht (Hinos à noite). Deixou miscelâneas, manuscritos esboçados, folhas soltas e sem data, cadernos repletos de anotações, poemas e Fragmente (Fragment foi um gênero textual desenvolvido pelos escritores do Primeiro Romantismo Alemão na cidade de Jena, e publicado na Revista Athenaeum).