Erik Satie

Éric Alfred Leslie Satie (1866-1925) começou a assinar como Erik Satie a partir de 1884. Foi compositor e pianista francês; uma figura relevante no cenário de vanguarda parisiense do começo do século XX: precursor de movimentos artísticos como minimalismo, música repetitiva e teatro do absurdo. Em 2018 teve sua peça teatral, A armadilha de Medusa, em uma edição bilíngue francês – português, publicada pela Rafael Copetti Editor, com apresentação de Dirce Waltrick do Amarante, e posfácio e tradução de Marina Bento Veshagem.