Eduardo Gomes Silva

É mestre em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e doutor em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Entre 2006 e 2008, foi pesquisador-bolsista da Fundação Biblioteca Nacional. No doutorado, desenvolveu pesquisa sobre a vida e a obra do austríaco-brasileiro Otto Maria Karpfen/Carpeaux, sobre a qual publicou “Imagens Possíveis – Karpfen, Carpeaux, Ouro Preto” (in Domínios da Imagem, UEL, 2008). Tem se dedicado à biografia histórica como exercício teórico e ferramenta metodológica para pensar a relação homem-tempo e o lugar da memória na escrita da história. Colaborou com uma entrevista no livro História e arte: herança, memória, patrimônio (2014).