Álvaro Faleiros

Doutor em Letras (Língua e Literatura Francesa) pela Universidade de São Paulo. É professor livre-docente de Literatura Francesa da Universidade de São Paulo (USP). Tem experiência na área de Poesia e Tradução, atuando principalmente nos seguintes temas: tradução, poética comparada e poesia. É também tradutor, poeta e cancionista. Recebeu o Prêmio Estímulo de poesia da cidade Campinas (1994), por seu primeiro livro de poemas, Coágulos (1995). Seu sexto livro de poesia, Meio Mundo (2007), reúne sua experiência de poeta e cancionista. Na literatura infantil, publicou dois livros, O caminho das Pedras (2011) e O Sapoeta (2013), este último em parceria com Fernando Vilela. Lançou o primeiro CD musical Água Minha em 2003 e o segundo em 2013, com o título Dá pé. Traduziu Um lance de dados, de Stéphane Mallarmé, pela Ateliê Editorial (2013), Caligramas, de Guillaume Apollinaire, também pela Ateliê (2008). Sobre tradução, publicou Traduzir o poema, pela Ateliê Editorial (2012). Colaborou com um ensaio no livro Tradução literária: veredas e desafios (2016), e em 2018 publicou pela Rafael Copetti Editor, A retradução de poetas franceses no Brasil: de Lamartine a Prévert, junto com Thiago Mattos.